PAISAGISMO SUSTENTÁVEL

Arquitetura Paisagista é a arte e técnica de promover o projeto, planejamento, gestão e preservação de espaços livres, urbanos ou não, de forma a processar micro e macro-paisagens para controle do microclima.

Acreditamos que a arquitetura paisagista deva estar em equilíbrio com o lugar, dialogando com a arquitetura, gerado conforto térmico e visual.

ÁREAS DE ABORDAGEM

RECICLAGEM DO LIXO

Pensar em reciclagem orgânica é uma solução de baixo custo que deve ser utilizada. O Lixo gerado em uma residência quando reciclado proporciona um adubo natural de alta fonte de nutrientes para seu jardim, prevenindo-o de doenças e pragas.

VEGETAÇÃO NATURAL

Introduzir espécies nativas no paisagismo, ajuda no controle do microclima, preserva a flora e fauna e contribui com a beleza nativa do lugar.

BIOMA DO LUGAR

Identificar o Bioma local auxilia na escolha das espécies nativas contribuindo com o balanço hídrico e com conforto térmico local.

PROJETOS DE PAISAGISMO SUSTENTÁVEL

Projeto Guará

O paisagismo moldado sobre jardineiras e canteiros serve de berço para forrações e arbustos exóticos e nativos. A proposta paisagistica definida pelo estudo dos ventos e de insolação permitiu uma ambientação com quadro vivo de samambaias, canteiros com palmeiras, forrações e árvores nativas, elaborados de acordo com o Bioma local.

Projeto Cruzeiro

Criar um paisagismo em 110 m² com canteiros compostos por espécies exóticas e nativas adaptadas ao clima, permitiu uma melhor eficiência no controle de irrigação bem como valorização dos espaços com menor manutenção.

APP

Criar uma trilha ecológica dentro de APP (Área de Preservação Permanente), foi uma solução encontrada para este condomínio residencial em Taubaté/SP. A trilha elaborada com painéis drenantes, permite uma melhor segurança de acesso à área pelo usuário sem impactar com o meio ambiente, facilitando a prática de exercícios junto a natureza.

Projeto Edificio

Criado sobre laje, o paisagismo sobre jardineiras ocupa 300 m² da área livre do pavimento térreo do edifício, chamando a atenção pela diversidade de plantas tropicais e frutíferas. O diferencial está na criação de um reservatório de captação pluvial nas jardineiras, permitindo a irrigação das plantas pelo processo de absorção capilar das raízes e dispensando assim a irrigação manual periódica.